Qualquer que seja o resultado final da eleição na França, em sete de maio – Emmanuel Macron ou Marine Lepen -, os franceses vão dar um jeito em romper o neoliberalismo que castiga a Europa e o mundo há mais de vinte anos. Veja por que.

DEIXE UMA RESPOSTA